sábado, 2 de abril de 2011

Cada um com seus "pobrema"

"Eles vivem em mansões, furam a fila no restaurante e tem sempre alguém pra carregar a bagagem. Mas as aparências enganam: Os famosos também tem complexos, que uns assumem melhor do que outros...

Pensa que é só você que sofre com a auto-estima?  - por Nathalie Dépret
 

 
"Não me acho tão cool assim"

Como Gwyneth, que trocou as fraldas e as papinhas de bebê por aulas de guitarra.

O que está por trás disso?  A frustração de ser a certinha, que sempre faz papel de boazinha com look que burguesa sem sex appel.

O que fazer?  Chacoalhar seu mundinho perfeito (mas isso sem deixar de arrumar os cabelos). Basta a gente ficar  pelada tipo a fofurinha Anne Hathaway em Amor e outras drogas, fazer a professora maluca que canta bem em Glee ou se fantasiar de panda gótico como a Taylor Momsen.

Funciona?  Até que funciona. Taylor já foi a queridinha de Madonna e John Galliano. Anne será a próxima Mulher-gato. Já a Gwyneth poderia melhorar, quem sabe se seu marido produzir seu disco a gente vire fã.



"Não gosto da minha cara"

Como Lady Gaga, super escondida atras da maquiagem.

O que está por trás disso?  O complexo de patinho feio que a gente carrega desde o colegial.

O que fazer?  Todas as manhãs, antes de ir ao parque com os filhos a gente mergulha na base + pó e passa toneladas de rímel tipo a Gwen Stefani. Ou fazer como a Dita Von Teese que espera o namorado dormir antes de tirar a maquiagem.

Funciona?  Mais ou menos... As aparições de Lady Gaga exigem horas de preparação (no mínimo 3). Que vida é essa em que não se pode nem ir na padaria sem alisar a cara com massa corrida?



"Não sou apenas um ator"

Como James Franco, que também estudante, roteirista, diretor, modelo...

O que está por trás disso?  A vergonha de ter decepcionado a mãe que queria que ele fosse mais um dermatologista da família. Ou a convicção de não ser apenas um "marionete de cineastas".

O que fazer?  Diversificar as atividades fazendo parecer que a carreira de ator é apenas um hobby. Fazer a humanitária tipo a Angelina, fazer faculdade entre um filme e outro como Franco ou escrever um romance sentado em baixo de um carvalho estilo Viggo Mortensen.

Funciona?  Não muito. Nada parece bom o bastante quando um ator narcisista está frustrado. Com a exceção talvez de um dia ganhar um Oscar  para poder esfregar na cara daquele maldito cunhado dermatologista.



"Tenho vergonha de ser rica"

Como Julia Roberts, que economiza o dinheiro da depilação.

O que está por trás disso?  Um espírito comunista preso num corpo de Barbie.

O que fazer?  Apesar da glória e das limousines, fazer a linha anti-materialista. Comprar as próprias frutas na feira estilo Jennifer Garner, esnobar as academias VIP e se exercitar no calçadão como o Mathew McConaughey. Se possível se vestir como um mendigo e carregar a carteira e as chaves numa sacolinha de plástico.

Funciona?  Muito! Desde que Julia Roberts começou a comprar calças em lojas de departamento ninguém mais fica enchendo o saco por causa do seu jatinho. Mas o mais corajoso talvez seja Bill Gates que já doou mais de 6 bilhões de dólares à caridade. A prova de que o complexo dos ricos as vezes é bom para o mundo.



E aí? Se identificou?



- Carol

4 comentários:

Luana M. disse...

Só me incomoda a hipocrisia. Quando alguém chega ao ponto de usar uma sacolinha de plástico para carregar seus pertences - sem que sua conta bancária ou projeto justifique seu ato-, fico a pensar se não é mais uma atitude para os outros visualizarem, para tentar passar uma imagem do que ela não é. Eu não sei o que é pior: pobre querendo passar por rico (e vendendo até a alma por conta de It bolsa) ou rico que tem problema em assumir sua própria riqueza. É pra pensar muito...

Anônimo disse...

Babado forte

Juliano Silveira disse...

AMEI!!! Se eu tivesse o mesmo saldo bancário que eles assumiria todos os meus 450 complexos de boa!!! rssssssss...

Mariana disse...

Acho que todos tinham que assumir seus complexos... inclusive de inferioridade! Já reparou que as pessoas contam mentiras deslavadas, daquelas que é de fácil identificação! Só para não ficar por baixo!

Abaixo mentiras de fácil identificação!

Bjs :)